4 Ps De Kotler

20 Apr 2019 10:38
Tags

Back to list of posts

<h1>Saiba Quais Ser&atilde;o As Carreiras Mais Promissoras No Futuro</h1>

<p>Outro conceito b&aacute;sico que &eacute; fundamental relembrar, &eacute; o Marketing Mix ou os “4 Ps” de Kotler. Ser&aacute; que s&atilde;o s&oacute; 4? No &uacute;ltimo artigo comentamos sobre isso as “5 for&ccedil;as” de Porter. Na realidade j&aacute; existe a discuss&atilde;o se n&atilde;o seria sensacional integrar uma sexta pot&ecirc;ncia que seria chamada de “Governo”.</p>

<p>Existe uma interpreta&ccedil;&atilde;o que defende que o “Governo”, a sexta for&ccedil;a, tem um papel r&aacute;pido no posicionamento do mercado, como essa de, dependendo da sua atua&ccedil;&atilde;o e pol&iacute;ticas, pode influenciar o desenvolvimento, ou n&atilde;o, das outras for&ccedil;as, assim como. No caso do Marketing Mix acontece a mesma ocorr&ecirc;ncia e, no fim deste texto, iremos argumentar, mais um “P” que est&aacute; sendo sugerido.</p>

<p>Recomendado - Marketing Digital O que &eacute; Marketing de Guerrilha? Marketing Digital O que &eacute; Remarketing? Os quatro “Ps” sugeridos por Philip Kotler s&atilde;o: Product (Produto); Price (Pre&ccedil;o); Promotion (Promo&ccedil;&atilde;o) e Place (Distribui&ccedil;&atilde;o). Item &eacute; o objeto f&iacute;sico ou servi&ccedil;o oferecido aos compradores. Qual A Sua Relev&acirc;ncia Pra Sociedade? caso de artefato f&iacute;sico, assim como se menciona aos servi&ccedil;os e conveni&ecirc;ncias que exercem parte da oferta. Nessa observa&ccedil;&atilde;o, estilos como atividade, apar&ecirc;ncia, design, embalagem, servi&ccedil;o, garantia, entre outros, s&atilde;o objetos de estudo. Assim como &eacute; estudado o per&iacute;odo de vida do produto: introdu&ccedil;&atilde;o, progresso, maturidade, decl&iacute;nio e retirada do mercado.</p>

vector-techno-style-social-media-icons-background.jpg

<p>Outra expectativa e de estudo conjunto &eacute; a an&aacute;lise do tempo de exist&ecirc;ncia do Alguns Dos “workflows” Dispon&iacute;veis No Servi&ccedil;o . O cliente alvo tamb&eacute;m possui teu per&iacute;odo (estudante, formado, inicio de carreira, carro, resid&ecirc;ncia, empr&eacute;stimos, fam&iacute;lia, poupan&ccedil;a, seguros, aposentadoria, pens&atilde;o, etc.). &Eacute; essencial o cruzamento dessa observa&ccedil;&atilde;o com outras sobre o artefato, pelo motivo de viabiliza potencializar a&ccedil;&otilde;es para acordados nichos e/ou definir uma atomicidade pela an&aacute;lise dos n&uacute;meros.</p>

<p>A Matriz McKinsey tamb&eacute;m &eacute; interessante para checar a participa&ccedil;&atilde;o de cada item no mercado e a competitividade versus a atratividade do mercado. Existem algumas estrat&eacute;gias para a defini&ccedil;&atilde;o de pre&ccedil;o, as quais dependem do segmento de mercado a atingir, do perfil dos compradores, do lugar de neg&oacute;cios, estilos culturais, da competi&ccedil;&atilde;o, entre outros fatores que conseguem comprometer os valores.</p>

<p>&Eacute; Cinco &aacute;reas De Desenvolvimento Pra Um Empreendedor Investir ? Considera competidores, consumidores e custos? &Eacute; honrado e igualit&aacute;rio pra todos os clientes? &Eacute; mensur&aacute;vel e control&aacute;vel (controle de custos e de margens)? &Eacute; “repet&iacute;vel”, ou melhor, os custos e as margens s&atilde;o capazes de ser repetidas, no tempo? Est&aacute; interligado com os outros processos do neg&oacute;cio? A promo&ccedil;&atilde;o est&aacute; relacionada com o m&eacute;todo de intercomunica&ccedil;&atilde;o e de venda aos compradores potenciais.</p>

<ol>
<li>Rodovia Verde: 120 1000 reais zoom_out_map</li>
<li>Permission Marketing - Seth Godin</li>
<li>Kit Livre</li>
<li>Qual o melhor autoresponder</li>
<li>8/doze (Endeavor/Denis Ribeiro)</li>
<li>O que estou fazendo pra conquistar o meu comprador</li>
</ol>

<p>Como, normalmente, campanhas ou processos de promo&ccedil;&atilde;o est&atilde;o relacionadas com custos elevados, &eacute; intrigante fazer uma observa&ccedil;&atilde;o de ponto de equil&iacute;brio, pra checar se a estrat&eacute;gia, em an&aacute;lise, ter&aacute; um gasto que possa ser compat&iacute;vel com os clientes adicionais que trar&aacute;. Ou seja, se o acrescentamento da clientela e do proveito ser&atilde;o maiores do que o custo da promo&ccedil;&atilde;o.</p>

<p>A promo&ccedil;&atilde;o envolve propaganda e publicidade, rela&ccedil;&otilde;es p&uacute;blicas, diversos tipos de m&iacute;dias, feiras e eventos, patroc&iacute;nios, al&eacute;m de outros mais pontos. O prop&oacute;sito do estudo, neste local, &eacute; o de ver como o produto ou servi&ccedil;o ser&aacute; comercializado e como chegar&aacute; ao comprador. Normalmente est&aacute; membro aos canais de distribui&ccedil;&atilde;o. Os sistemas de distribui&ccedil;&atilde;o conseguem ser transacionais, log&iacute;sticos ou facilitadores. Existem numerosas outras vis&otilde;es que agora foram sugeridas no entanto, irei-me ater a s&oacute; mais um “P” que acho que &eacute; pertinente pros dias de hoje. Pela perspectiva apresentada, o foco &eacute; pela atua&ccedil;&atilde;o e decis&atilde;o das pessoas. Por exemplo, como os colaboradores precisam se comportar na frente dos compradores?</p>

<p>Nesta vis&atilde;o a analise &eacute; Ag&ecirc;ncia De Marketing Digital respeita &agrave;s fun&ccedil;&otilde;es das pessoas, tua apar&ecirc;ncia, suas atitudes frente ao relacionamento com os fregu&ecirc;ses. E, para terminar, eu gostaria de inserir mais uma vis&atilde;o relacionada com pessoas. A realidade do lugar de neg&oacute;cios est&aacute; numa transforma&ccedil;&atilde;o acelerada, onde incalcul&aacute;veis fatores, ou melhor, recentes vari&aacute;veis est&atilde;o atuando acintosamente nessa transforma&ccedil;&atilde;o. Uma delas &eacute; o conceito de redes. Existe, hoje, uma prolifera&ccedil;&atilde;o de estudos sobre o assunto os efeitos que as redes est&atilde;o provocando nos ambientes de neg&oacute;cios, pela economia e nas quest&otilde;es sociais.</p>

<p>A transforma&ccedil;&atilde;o de interpreta&ccedil;&atilde;o de que “o consumidor poder&aacute; escolher o autom&oacute;vel na cor que quiser, desde que seja na cor preta” (FORD) h&aacute; muito agora n&atilde;o procede. Contudo, o oposto construiu inmensur&aacute;veis livros com t&iacute;tulos similares a “o consumidor &eacute; o rei” ou “o consumidor tem a toda a hora raz&atilde;o”. Nenhuma das assertivas &eacute; valida. Quanto &agrave; &uacute;ltima, tudo por este mundo &eacute; relativo e depende do fato onde e como &eacute; praticado, e para as pessoas que &eacute; dito.</p>

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License